Beatriz Milhazes, colagens

R$ 125,00 R$ 87,50

Obrigado! Enviado com sucesso.

Problema ao enviar, tente novamente.

Beatriz Milhazes, Colagens é o primeiro livro de colagens da artista. A publicação é organizada por Frédéric Paul, curador do museu Centro George Pompidou, em Paris, e conta com uma entrevista realizada por Richard Armstrong, diretor do Guggenheim Museum de Nova York, além de um ensaio crítico do próprio organizador.

A obra de Milhazes possui a extraordinária complexidade das coisas simples, e nos coloca diante de uma estonteante evidência plástica.” – Frédéric Paul

Sobre a artista
Beatriz Milhazes nasceu em 1960 no Rio de Janeiro, Brasil, onde vive e trabalha. A obra de Milhazes está em importantes Coleções Públicas, tais como: 21st Century Museum of Contemporary Art, Kanazawa, Japão; Centre Pompidou, Musée National d’Art Moderne/ Beaubourgh, Paris, França; Fondation Beyeler, Basel, Suiça; Fundação Edson Queiroz, Fortaleza, Brasil; Instituto Itaú Cultural, São Paulo, Brasil; Metropolitan Museum of Art, Nova York, EUA; MAM – Museu de Arte Moderna, São Paulo, Brasil; MNBA – Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro, Brasil; MoMA – The Museum of Modern Art, Nova York, EUA; Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofia, Madri, Espanha; Museum of Contemporary Art, Tokyo Art Museum, Tóquio, Japão; Pinacoteca do Estado de São Paulo, São Paulo, Brasil; SFMoMA – San Francisco Museum of Modern Art, São Francisco, EUA; e Solomon R. Guggenhein Museum, Nova York, EUA.

Sobre o organizador
Frédéric Paul foi diretor do Frac de Limousin e do Centro de Arte do Domaine de Kerguéhennec. É curador do departamento de arte contemporânea do Mnam-CCI/Centre Pompidou. Escreveu extensamente sobre muitos pioneiros da arte conceitual: Robert Barry, Mel Bochner, Douglas Huebler, Allen Ruppersberg, William Wegman, e sobre artistas mais novos, como Claude Closky, John Currin, Jonathan Monk e David Shrigley. Dentre suas recentes publicações, destacam-se Guy de Cointet (Paris, Flammarion, 2014), Giuseppe Penone, Archéologie (Arles, Actes Sud, 2014), Sarah Morris: Capital Letters Read Better for Initials (Berlin, August Verlag, 2016) e “Monk et Boetti, ou l’esprit de famille” (Paris, Cahiers du Mnam n. 143, Centre Pompidou, 2018). Publicou diversos ensaios sobre Beatriz Milhazes e foi o curador de sua retrospectiva no Paço Imperial do Rio de Janeiro e no Museu Oscar Niemeyer (MON), de Curitiba, em 2013.

Ficha Técnica
Artista Beatriz Milhazes
Organizador Frédéric Paul
Tradutores Leda Cartum, Rafael Mantovani, Richard Sadleir
Idioma Português/Inglês
Páginas 240
ISBN 9788555910647
Encadernação Capa Dura
Formato 14 x 21 cm
Ano 2018

Beatriz Milhazes, colagens | Beatriz Milhazes, Collages
Beatriz Milhazes, colagens | Beatriz Milhazes, Collages
Beatriz Milhazes, colagens | Beatriz Milhazes, Collages
Beatriz Milhazes, colagens | Beatriz Milhazes, Collages
Beatriz Milhazes, colagens | Beatriz Milhazes, Collages
Beatriz Milhazes, colagens | Beatriz Milhazes, Collages
Beatriz Milhazes, colagens | Beatriz Milhazes, Collages
Beatriz Milhazes, colagens | Beatriz Milhazes, Collages
Beatriz Milhazes, colagens | Beatriz Milhazes, Collages

Nome:

Email:

Estado:

Cidade:

Data de nascimento:

/ /

Áreas de Interesse: