Márcia Fortes

Nascida no Rio de Janeiro em 1968. Vive e trabalha em São Paulo desde 2000. Formou-se em Literatura Inglesa e Americana na New York University. Já trabalhou como jornalista, tradutora, crítica e curadora de arte. Ao longo dos 11 anos que residiu em Nova York (de 1989 a 2000), foi correspondente do Jornal O Dia de 1989 a 1990 e do Jornal do Brasil de 1991 a 1994. Contribuiu com textos críticos para a revista de arte inglesa Frieze, a mexicana Poliester, a colombiana Arte Internacional, Vogue/Brasil, ISTOÉ e os cadernos Ilustrada e Ilustríssima da Folha de São Paulo. Colaborou também com ensaios para publicações de galerias e instituições nacionais e internacionais. Assinou a curadoria de exposições como NY-SP (Galeria Camargo Vilaça, São Paulo), "Hanging" (Galeria Camargo Vilaça, São Paulo; Paço Imperial, Rio de Janeiro; Museu de Arte Moderna do Recife), e "artLovers", integrante da I Bienal de arte contemporânea de Liverpool. Foi diretora da Galeria Camargo Vilaça no ano de 2000. Fundou a Galeria Fortes Vilaça em 2001 com a sócia Alessandra D’Aloia, hoje Fortes D’Aloia & Gabriel. É sócia-fundadora da Editora Cobogó, aberta em 2007.

marcia-fortes

Nome:

Email:

Estado:

Cidade:

Data de nascimento:

/ /

Áreas de Interesse: