Isabel Diegues

Isabel Diegues é diretora editorial da Cobogó. Formada em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, atuou como roteirista, produtora e diretora de cinema. Organizou publicações como Adriana Varejão – entre carnes e mares (2010), 5 x favela (2010), Pintura Brasileira Séc. XXI (2011), Gerald Thomas – Arranhando a superfície (2012), Paulo Nazareth, Arte Contemporânea/LTDA (2012), Fotografia na arte Brasileira Séc. XXI (2013) e Outras fotografias na arte brasileira séc.XXI (2015). Em sua produção cinematográfica, destacam-se os premiados curtas-metragens Vila Isabel (1998) e Marina (2003), dos quais foi roteirista e diretora, e Madame Satã (2002), de Karim Aïnouz, do qual foi produtora. Em 2016, lançou o livro Diário de uma digressão (Uma viagem ao sertão do Piauí da Serra das Confusões até o mar), parte do Projeto Piauí, viagem que resultou em uma exposição de mesmo nome, e Arte Brasileira para Crianças, livro de atividades escrito a partir de artistas brasileiros, em conjunto com Mini Kert, Priscila Lopes e Márcia Fortes. É coordenadora da Coleção Dramaturgia, criada em 2012, com textos de dramaturgos da cena teatral brasileira e internacional. Em 2020, foi comentadora dos três títulos que compõem a coleção Cabeças da Periferia, que pretende revelar, através de entrevistas, o universo e as ideias dos artistas-ativistas, e como seus projetos e ações reinventam os territórios. Reside no Rio de Janeiro.

isabel-diegues

Nome:

Email:

Estado:

Cidade:

Data de nascimento:

/ /

Áreas de Interesse: