NARA LEÃO: NARA - 1964 | JÁ EM PRÉ-VENDA

NARA LEÃO: NARA - 1964 | JÁ EM PRÉ-VENDA

NARA LEÃO: NARA - 1964 | JÁ EM PRÉ-VENDA

NARA-LEÃO: NARA - 1964 | JÁ EM PRÉ-VENDA

Concreto e cristal – O acervo do MASP nos cavaletes de Lina Bo Bardi

R$ 150,00

Obrigado! Enviado com sucesso.

Problema ao enviar, tente novamente.

Concreto e cristal: o acervo do MASP nos cavaletes de Lina Bo Bardi registra a retomada dos icônicos cavaletes de cristal, também chamados cavaletes de vidro, que constituíam a expografia projetada por Lina Bo Bardi para a atual sede do MASP (Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand), inaugurada em 1968. Ao remover as obras da parede e colocá-las sobre suportes transparentes de vidro, sustentados por uma base de concreto, e espalhá-las livremente pelo espaço monumental da instituição, a arquiteta almejava questionar a visão do museu como um espaço cultural privilegiado, conferindo ao visitante autonomia para decidir o próprio percurso pelo acervo. Removidos em 1996 a pretexto de que danificavam as obras, os cavaletes passam a ser renovados e reincorporados à montagem do acervo em dezembro de 2015, a partir da revisão crítica e da retomada das origens fundadoras do museu adotada por sua nova diretoria artística.

Organizado por Adriano Pedrosa e Luiza Proença, Concreto e cristal: o acervo do MASP nos cavaletes de Lina Bo Bardi reúne mais de 300 imagens das obras da coleção expostas na apresentação dos novos cavaletes, ao lado de fotografias históricas dos cavaletes originais e documentos relacionados ao tema. O livro também traz ensaios de diferentes autores sobre os cavaletes de cristal, que os abordam sob diferentes perspectivas, refletindo sobre seus aspectos históricos, conceituais e técnicos.

Sobre os organizadores
Adriano Pedrosa é curador, ensaísta e diretor Artístico no MASP – Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand desde 2014. Foi cocurador da 27ª Bienal de São Paulo e curador responsável do Museu de Arte da Pampulha. Formado em direito pela UERJ e com pós-graduação em artes visuais e curadoria, tem experiências de curadoria nacional e internacional em diferentes países, como Estados Unidos, Turquia, Canadá, Jordânia e México.

Luiza Proença é escritora, editora e curadora de arte contemporânea radicada em São Paulo, Brasil. Foi curadora de mediação e programas públicos do Museu de Arte de São Paulo, onde organizou e fez curadoria de diversas exposições e programas que buscavam conectar o museu com diferentes praticantes culturais e movimentos sociais, e quebrar hierarquias entre modos de fazer, linguagens e conhecimento. Antes do MASP, foi curadora associada da 31ª Bienal de São Paulo e foi editora de publicações da 9ª Bienal do Mercosul | Porto Alegre – Weather Permitting (2013). Também atuou como curadora de projetos no Instituto Lina Bo e na P.M. Bardi, Itaú Cultural, Centro Cultural São Paulo, Paço das Artes, Instituto Cervantes, Museu Judaico NYC, Museu de Arte da Pampulha, SESC-SP, entre outros. Proença é membro da Another Roadmap School, uma associação internacional de profissionais e pesquisadores que trabalham com a educação artística como uma prática engajada em museus, instituições culturais, centros educacionais e organizações de base.

Ficha Técnica
Organizadores Adriano Pedrosa, Luiza Proença
Idioma Português
Páginas 320
ISBN 9788555910012
Encadernação Capa Dura
Formato 20,5 x 27,5 cm
Ano 2015

Concreto e cristal – O acervo do MASP nos cavaletes de Lina Bo Bardi | Concrete and Crystal: Masp’s Collection on Lina Bo Bardi’s Easels
Concreto e cristal – O acervo do MASP nos cavaletes de Lina Bo Bardi | Concrete and Crystal: Masp’s Collection on Lina Bo Bardi’s Easels
Concreto e cristal – O acervo do MASP nos cavaletes de Lina Bo Bardi | Concrete and Crystal: Masp’s Collection on Lina Bo Bardi’s Easels

Nome:

Email:

Estado:

Cidade:

Data de nascimento:

/ /

Áreas de Interesse: