Maurício Barros de Castro

Maurício Barros de Castro nasceu em 1973, em Niterói (RJ), e vive no Rio de Janeiro. É escritor, pesquisador e curador independente. Doutor em História pela USP, é professor do Instituto de Artes e dos programas de pós-graduação em Artes (PPGARTES) e História da Arte (PPGHA) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Foi professor visitante na Universidade da Califórnia, Berkeley. Realizou a curadoria das exposições Carlos Vergara: Carnavais Revelados (Galeria Índica, 2016), Esqueleto: Uma História do Rio (com Fred Coelho, Galeria Aymoré, 2019), ESQUELETO: 70 anos da UERJ (com Analu Cunha e Marcelo Campos, Paço Imperial, 2019-2020) e Pixinguinha: um maestro batuta (com Julio Ludemir e Marcelo Campos, Museu de Arte do Rio, 2022). É autor, entre outros livros, de Zicartola: política e samba na casa de Cartola e Dona Zica (2a ed., 2013). Pela Editora Cobogó, publicou Carnaval-Ritual: Carlos Vergara e Cacique de Ramos (2021), Arte e cultura: ensaios (org., 2019) e Gilberto Gil: Refavela (2017). Entre 2013 e 2014 viajou por nove países africanos em busca dos lugares de memória da escravidão no continente, uma aventura que resultou no livro Do outro lado (2014) e inspirou a série de documentários Sankofa: a África que te habita (2020).

mauricio-barros-de-castro

Nome:

Email:

Estado:

Cidade:

Data de nascimento:

/ /

Áreas de Interesse: