Mariana Lacerda

Mariana Lacerda é documentarista. Lançou seu primeiro longa-metragem nas salas de cinema em 2020-2021. Gyuri traça uma linha entre a segunda guerra mundial e a demarcação da Terra Indígena Yanomami, ao narrar a história de Claudia Andujar e seu encontro com o xamã Davi Kopenawa. Dirigiu também a série Histórias de Fantasmas Verdadeiros para Crianças (CineBrasilTv, ainda inédita) sobre os temas infância e ditadura militar. Desenvolve, ao lado de Glicéria Tupinambá e Patricia Cornils, filme sobre a Terra Indígena Tupinambá, no sul da Bahia. Dirigiu, ao lado de Neuenschwander, o filme Eu sou uma arara, exibido na Fundação Serralves, em Portugal, documentário que, através da floresta, levou a pauta ambiental às ruas nos atos públicos que antecederam as eleições de 2022. Atualmente, finaliza o filme de longa-metragem Mapear Mundos, feito em colaboração com o Instituto Socioambiental (Isa). Entre novembro de 2023 e abril de 2024 será bolsista do Research Institute for Sustainability (IASS, Postdam, na Alemanha), para desenvolvimento do roteiro de longa metragem intitulado Jararaca. O trabalho vem sendo realizado em diálogo com o Instituto Socioambiental e a Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro, na Amazonia, onde a pesquisa se realiza.

Livros

Reviravolta de Gaia | Gaia Revolt LANÇAMENTO

Nome:

Email:

Estado:

Cidade:

Data de nascimento:

/ /

Qual seu gênero?

Áreas de Interesse:

Quais:

Editora Cobogó usa cookies para personalizar a comunicação e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.