Lee Bul

Lee Bul nasceu em 1964, em Yongwol, Coreia do Sul. Atualmente, vive e trabalha em Seul. Filha de um antigo dissidente político de esquerda, Lee Bul estudou na Universidade Hong Ik, em Seul, tendo se formado em 1987, em belas-artes, com o título de bacharel em escultura. Desde então, expõe e subverte a formação e a circulação de ideologias que moldam nosso mundo atual, sejam elas sociais, culturais ou estéticas. Suas várias obras de performance incluem Sorry for Suffering: You Think I’m a Puppy on a Picnic? Desculpe por sofrer: você acha que sou um cachorrinho num piquenique?, uma performance que durou 12 dias, em que ela vagou pelas ruas de Tóquio cobrindo o corpo com apetrechos macios e monstruosos como se fosse uma escultura ambulante. Em sua série de instalações Majestic SplendorEsplendor grandioso, exibiu peixes enfeitados com lantejoulas que iam apodrecendo lentamente. Em 1997, Lee apresentou pela primeira vez sua série de Cyborgs, esculturas de ciborgues femininos sem cabeça nem membros, inspirada por animações e mangás japoneses, assim como por desenvolvimentos atuais na área da bioengenharia. Para o Pavilhão da Coreia na 48ª Bienal de Veneza (1999), Lee criou uma cabine de karaokê permanente, um projeto que vem aperfeiçoando desde então e através do qual explora questões sobre a linguagem vernácula da cultura pop e a autenticidade da experiência. Lee é uma das artistas asiáticas mais destacadas no cenário artístico internacional, amplamente reconhecida na Europa e nos Estados Unidos e vencedora de um prêmio na Bienal de Veneza em 1999. Exposições individuais de suas esculturas, instalações multimídia e vídeos têm percorrido grandes instituições, entre as quais o Museu de Arte Moderna de Nova York (1997); o Kunsthalle Berna, Suíça (1999); o Novo Museu de Arte Contemporânea de Nova York (2002); The Japan Foundation, Tóquio (2003); e a Fondation Cartier pour l’art Contemporaine (2007).

lee-bul

Nome:

Email:

Estado:

Cidade:

Data de nascimento:

/ /

Áreas de Interesse: