Jonas Mekas

Jonas Mekas nasceu em 1922, na cidade de Semeniškiai, na Lituânia. Atualmente, vive e trabalha em Nova York. Em 1944, ele e seu irmão Adolfos foram levados pelos nazistas a um campo de trabalho em Elmshorn, na Alemanha. Após a guerra, Mekas estudou filosofia na Universidade de Mainz, Alemanha. Em 1949, a organização de refugiados da ONU enviou os dois irmãos para Nova York. Em 1954, junto com seu irmão, criou a revista Film Culture, que se tornou a mais importante publicação sobre cinema dos Estados Unidos, na época. Em 1962, fundou a Film-Makers’ Cooperative [Cooperativa dos Cineastas] e, em 1964, a Film-Makers’ Cinematheque [Cinemateca dos Cineastas], que se tornou a Anthology Film Archives, um dos maiores acervos do cinema de vanguarda mundial. Nesse ano, foi preso por ter exibido filmes considerados obscenos ou ofensivos, como Flaming Creatures [Criaturas flamejantes], de Jack Smith, e Un chant d’amour [Um canto de amor], de Jean Genet, o que o levou a criar o Anti-censorship Fund, um fundo de apoio contra a censura. Mekas também realizou diversos filmes, dentre os quais The Brig [A cela], que foi o vencedor do festival de Veneza de 1963. Em 2007, inaugurou o Centro Jonas Mekas de Artes Visuais em Vilnius, na Lituânia. Mekas publicou mais de vinte livros de prosa e poesia, traduzidos em mais de 12 línguas diferentes. Atualmente, dá aulas de cinema na New School for Social Research, no International Center for Photography, e na New York University.

jonas-mekas

Nome:

Email:

Estado:

Cidade:

Data de nascimento:

/ /

Áreas de Interesse: