Clifford James Geertz

Clifford James Geertz nasceu em 1926, em São Francisco, e faleceu em 2006, na Filadélfia, nos Estados Unidos. Em 1943, aos 17 anos, Geertz entrou para a Marinha americana e participou durante dois anos da Segunda Guerra Mundial. Após o fim da guerra, voltou para os Estados Unidos e estudou no Antioch College, em Ohio, de 1946 a 1950, onde se formou em Filosofia, além de ter feito grande parte do curso de Literatura Inglesa. Em 1951, Geertz iniciou seus estudos em Antropologia na faculdade de Harvard e no ano seguinte viajou para a Indonésia, onde estudou a cultura e a religião locais. De volta aos Estados Unidos, concluiu em Harvard o doutorado em Antropologia Social. Após novas pesquisas na Indonésia, publicou Involução agrícola (1963) e passou a lecionar Antropologia na Universidade de Chicago. Em 1963, partiu para o Marrocos, onde realizou um trabalho de campo por mais de cinco anos, pesquisando a cultura islâmica. Em 1970, Clifford Geertz se tornou professor de Ciências Sociais em Princeton, onde lecionou até 2000, consagrando-se em seguida como professor emérito. Desse período datam suas mais importantes publicações, como A interpretação das culturas (1973) e Nova luz sobre a antropologia (2000). Em 1988, recebeu o National Book Critics Circle Prize in Criticism por Obras e vidas. Além de ser membro da American Philosophical Society e da National Academy of Sciences, Geertz foi nomeado membro honorário do Royal Anthropological Institute of Great Britain.

Nome:

Email:

Estado:

Cidade:

Data de nascimento:

/ /

Áreas de Interesse: